Criaturas Historicas

 
 
 

alt

Algumas muito conhecidas, outras nem tanto. Nos tempos passados, existiam criaturas que foram usadas para demonstrar o jogo. Algumas delas sobreviveram até hoje e existem no jogo final, outras nem tanto.

Clique em Leia Mais para conhecer algumas dessas criaturas famosas!

Willosaur

Provavelmente a criatura mais famosa de todas, o Willosaur. Ele foi a primeira criatura que foi do Estágio da Célula até o Estágio Espacial. Foi usado por Will Wright para demonstrar o jogo. Algumas de suas características mais distintas são as 3 pernas e a mão em sua cauda, coisa que não é possível fazer hoje sem usar um braço. Ele é considerado até o mascote não-oficial do Spore. Uma versão similar, chamado Nuevo Tripé, aparece no jogo final.

alt

Esse é o Tick, o grande predador rival do Willosaur. Muitos desenhos conceituais foram feitos dele antes de lançar o jogo. Essa estranha mistura de aranha com carrapato apareceu tentando caçar o Willosaur, mas acabou o perdendo. Ele então apareceu no Estágio Espacial, foi abduzido e então explodiu quando colocado em um planeta sem atmosfera. Pode-se ver que ele usa partes exoesqueléticas, e inclusive algumas que nem existem hoje. Ele não reapareceu no jogo final.

alt

Os Tamaranian Hoppers são pequenas criaturinhas comedoras de grama que foram as presas do GDC 2005. Eles pareciam pequenos macacos, com apenas uma perna e que pulavam para se locomover. Um deles foi mortou por um Willosaur, que o empurrou por um tempo e então começou a comer, até ser interrompido por um Tick próximo. Ele não reaparece no jogo final.

alt

Essa coisa estranha é a Debug Squid. Por que ela está aqui? Bem, ela foi a primeira criatura ja feita no Spore! Ela também é a prova de que os membros também teríam ossos, e não apenas a coluna.

alt

Essa outra coisa bizarra é a criatura de Robin Williams. Como foi dito, ela foi criada pelo comediante americano Robin Williams em uma demonstração do Editor de Criaturas. De acordo com Williams, “é basicamente uma criatura que pode beijar o próprio traseiro”. Uma referência é feita no raro “Pergaminho dos Antigos”, em que é mencionada uma criatura capaz de beijar os próprios pés.

Na próxima parte, serão postadas mais criaturas das antigas. Até lá. 🙂

 

2005

Além das vistas anteriores, mais criaturas foram mostradas em 2005. Essas criaturas não participaram da ação, só aparecendo nos editores. Mesmo assim, pode-se ver que elas são bem únicas.

Clique em Leia Mais para conferir essas criaturas antigas.

alt

Como pode ver, essa criatura foi criada quando o editor estava em seu estágio inicial. Esse é o CrazyMan, uma criatura dos tempos da Debug Squid. Ele não reaparece no jogo final.

alt

Esse é o Buttface, que traduzindo, quer dizer “cara de bunda” alt Buttface é uma estranha criatura com 6 pés e um grande número de membros. Pelo que se parece, um membro está ligado a outro, coisa que não é possível no jogo atual. Ele não reaparece no jogo final.

alt

Esse é o Tweety Bird. Seu nome é uma paródia ao inglês do nome Piu-Piu, o famoso personagem da Warner. Essa ave estranha é um grande ciclópe, com 4 pernas e 8 bocas. Uma versão similar, chamada Tweety, aparece no jogo final.

alt

Essa criatura se chama Hangdog. Ele tem membros posteriores enormes, e tem um nariz que não parece estar no jogo atual. Ele também parece ter 3 orelhas. Ele não reaparece no jogo final.

alt

Duas cabeças pensam melhores que uma. Esse é o Dilemma, uma boa demonstração de duas criaturas em uma. As armas em forma de foice na ponta dos membros são partes que não estão mais no jogo. Consegue ver uma boca aí? Ele não reaparece no jogo final.

alt

Essa criatura é o Camouflage Carnivores, um carnívoro terrível e voraz! Não se engane por ele parece um ursinho carinhoso, essa criatura é do mau! Pode notar que os pés e mãos parecem muito com partes que atualmente estão no Pacote de Partes Medonhas e Fofinhas. Ele não reaparece no jogo final.

alt

Blergh! Fawful, o que é essa coisa bizarra? Esse é o Intestisaur. Como seu nome diz, ele parece um intestino delgado bem nojento. Note os estranhos pés dele, parecendo sapatos de gnomo. Ele não reaparece no jogo final.

Na próxima parte, sairemos de 2005 e iremos para 2006. Até lá

2006

Vamos sair de 2005 e vamos um pouco adiante. Nessa parte, vamos ver algumas criaturas apresentadas em 2006. Entre elas, está  a criatura que tinha a maior civilização do universo!

Clique em Leia Mais para ver essas criaturas!

alt

Esse é o Screeble. Ele foi a criatura principal do E³ 2006. Will Wright usou ele e mostrou principalmente os Estágios Criatura e Espacial. No Estágio Criatura, Wright demonstrou o editor, e transformou o Screeble em uma criatura roxa, com olhos reptilianos, pele escamosa, pés ungulatos e um segundo par de braços com mãos. Os Screeble evoluíram até o Estágio Espacial, e começaram a explorar o universo. Eles encontraram uma lua com as criaturas chamadas Greevil, onde tiveram problemas. Os Screeble venceram a batalha, mas os Greevil juraram vingança. De acordo com o artefato “Coluna dos Screeble”, a civilização dos Screeble foi a maior que ja existiu no universo, mas está extinta! Imagine, ainda maior que os Grox! Eles estão no jogo final pelo mesmo nome.

alt

Esse é o Aawkwaard. Esse pequeno herbívoro vivia no planeta natal do Screeble, Bilzac. Um Screeble tentou atacar seus ovos, mas os pequenos acabaram espantando o predador. Uma versão muito similar, chamada Dwobble, aparece no jogo final.

alt

Esse é o Battlefish. Ele foi usado para mostrar as habilidades do Editor de Criatura. Uma versão bem similar, chamado Peexe Batido, aparece no jogo final. Também, o Monstro Marinho que devora sua criatura se for muito longe da praia parece a parte superior do corpo do Battlefish.

alt

Esse é o Garoupa. Ele apareceu por alguns momentos no E³ 2006, quando agiu de modo agressivo contra um Screeble que se aproximava. Ele também apareceu rapidamente na Sporepédia. Ele não reaparece no jogo final.

alt

Conhecidos por sua rivalidade com os Screeble, esse é o Greevil. Essas criaturas escamosas com bicos viviam em uma lua de um planeta gasoso. De primeira, os Greevil se curvaram aos Screeble e seus fogos de artifício (coisa não mais possível no jogo), e então, quando sem querer os Screeble mataram um Greevil, uma batalha começou. A colônia dos Greevil perdeu a batalha, e eles juraram atacar o mundo de origem dos Screeble como vingança. Uma versão similar, só que sem as orelhas, aparece no fogo final pelo nome “Wee Greevil”.

_______________________________________________

Na próxima, vamos ver mais algumas criaturas históricas de 2006 mostradas no site oficial. Até lá 😀

Essas criaturas não possuem muita informação. Elas apareceram no site em 2006, para demonstrar o que o editor podia fazer. Duas delas são a prova de que assimetria foi póssível em tempos passados!

Clique em Leia Mais para ver essa exótica fauna!

alt

Esse é o Big Foot. Ele é a prova de que assimetria era possível normalmente.

alt

Esse é o Blorthog.

alt

Esse é o Borkabor.

alt

Esse é o Bull.

alt

Esse é o Elderworm.

alt

Esse é o Eye Eye. Ele reaparece no jogo final pelo nome Cavinha.

alt

Esse é o Featherump.

alt

Esse é o Fluffy.

alt

Esse é o Kiba.

alt

Esse é o Noog. Mais uma prova de que assimetria era possível normalmente no passado.

alt

Esse é o Pill.

alt

Esse é o Quills.

alt

Esse é o Seymour.

alt

Esse é o SpeckledbackIckletick. Fale isso bem rápido 5 vezes.

alt

Esse é o Tash.

Notou como algumas dessas criaturas tem pêlos, como o Fluffy e o Quills? Também notou a assimetria e a mão com um porrete? Não foi só em 2005 que perdemos algumas coisas legais.

A próxima será a última parte, mostrando 2007 e 2008. Nos avise se alguma dessas criaturas acima aparece no jogo final, assim deixaremos nossa lista mais produtiva. 😀

 

2007-2008

Chegamos ao final do nosso especial. Vamos apresentar mais criaturas. Elas são bem recentes, e 2 delas provavelmente todos conhecem.

Clique em Leia Mais para conferir!

alt

Esse é o Noogie. Ele foi usado por Will Wright para demonstrar o Estágio da Criatura. O Noogie depois de um tempo evoluiu para uma criatura chamada Galzar. Ele é a prova de que as bocas de inseto ja foram onívoras. Ele reaparece no jogo final pelo nome Oogie.

alt

Esse é o Galzar, a forma evoluída do Noogie. Ele conseguiu chegar até o Estágio Tribal e Civilização, e provavelmente Espacial. Não se sabe se ele está presente no jogo final.

alt

Esse é o Groob. Ele foi usado por Will Wright para mostrar as habilidades do editor de criaturas. Ele reaparece no jogo final pelo nome Groobi.

alt

Esse é o Skratcher. Ele é o mascote medonho do Pacote de Partes Medonhas e Fofinhas. Uma criatura feita quase que completamente co partes medonhas, ele é sempre acompanhado do mascote fofinho Skoog. Ele também apareceu no trailer Spore Evolves.

alt

E para finalizar, esse é Skoog, o mascote fofinho do Pacote de Partes Medonhas e Fofinhas. Uma criatura totalmente feita de partes fofinhas, ele é capaz de rugir ferozmente. Ele parece ser bom amigo de Skratcher, e os dois vivem fazendo a Dança do Robô juntos. Ele aparece também no trailer Spore Evolves.

E aqui acaba nosso especial. Obrigado a todos que nos acompanharam, e que o Deus que Está a Caminho esteja com vocês.

 

Creditos:discoveryspore

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: